EDITORIAL: SOBRE ANSEIOS COMUNS E NOVAS PRÁTICAS COMPARTILHADAS

24/04/15 - 19h37 NOTÍCIAS

O site do Assédio Coletivo nasceu da vontade de compartilhar processos, informações, ideias de mundo, anseios, ações e projetos do nosso coletivo e demais agentes que estejam interessados em colaborar. Durante todo o processo de construção do que veio a ser a plataforma online do Assédio Coletivo pensamos que ela deveria representar de alguma forma a diversidade de frentes em que o coletivo atua. Produções próprias, cartilhas formativas, referências e inspirações para nosso trabalho, projetos aprovados em editais, matérias e artigos sobre o cenário cultural. Esta é base dos conteúdos que você vai encontrar navegando por nossa plataforma. Acreditamos que o coletivo se fortalece, e a rede em que ele está inserido também, toda vez que informações e conteúdos críticos sobre a atuação cultural e social contemporânea são publicados.

A comunicação é nossa principal ferramenta de trabalho. Foi pela falta dela que nos aglutinamos para formar este coletivo - queríamos conhecer quem estava produzindo na mesma cidade que a gente e propor ações conjuntas. É por meio dela que nos organizamos e permanecemos conectados compartilhando formas de estar e agir em grupo - estamos em contato por meio de grupos online, temos uma reunião semanal geral para repasse de demandas, outras reuniões de grupos de trabalho específicos e um espaço para vivenciar nossas produções. Entendemos cada indivíduo como diverso e potencial. Não pretendemos ser caminho que leva a algum lugar, compreendemos a atuação do Assédio Coletivo como ponte - conectamos pontos de interesse, apresentamos possibilidades e o indivíduo faz sua escolha amparado pelas propostas coletivas.

Moramos no Espírito Santo, um estado que historicamente possui gestões públicas que privilegiam o desenvolvimento econômico em detrimento da potencialização e valorização de sua cultura e relações sociais. Esta perspectiva, durante muito tempo, favoreceu que os profissionais que se formavam aqui migrassem para outros estados do sudeste e seguissem carreira em outros locais. Essa é a nossa brecha: fazemos parte de uma rede de produtores, artistas, articuladores que aprendeu a cuidar de onde vive e compartilhar anseios, desejos e perspectivas que não seguem necessariamente uma perspectiva desenvolvimentista. Explicamos: queremos entender as necessidades locais, das pessoas, da vida em sociedade para nossos territórios e propor ações conjuntas de reconhecimento e construção do ambiente em que vivemos.

Como sabemos, não estamos sozinhos nesta terra maravilhosa. E, muito embora as concepções das gestões públicas tenham mudado pouco ou quase nada, esse site foi pensado como uma plataforma colaborativa para quem tem interesse em dizer, compartilhar e atuar cotidianamente para que cada dia nossa realidade seja melhor. Guiamos e guiaremos a gestão editorial do site também de forma colaborativa, trazendo o debate até os interessados em construir a plataforma em conjunto com o coletivo.

Além de poder auxiliar a articulação em rede de produções de conteúdo, este site também disponibiliza consulta e download de projetos desenvolvidos pelo Assédio Coletivo - propostas encaminhadas a editais e prêmios, coletâneas musicais, apostilas formativas, metodologias de ações, bem como seus formatos e suas estruturas básicas. Acreditamos que a exposição destes conteúdos fomenta atitudes de outras iniciativas - o compartilhamento, a apropriação, o diálogo e a ressignificação desses formatos é parte da missão assumida por esse site e pelo Assédio Coletivo. Incentivamos a troca de informações livres em todas as fases dos processos de criação e desenvolvimento de projetos e ações culturais e sociais. Aproprie-se. Compartilhe.

Mais do que criar uma vitrine para difundir os projetos do coletivo e de parceiros, com este site estamos propondo uma rede ativa de debates e fomento às atividades culturais, bem como a crítica dessas mesmas ações. Sejam bem vindos!

Agora sim: Olá! Nós somos o Assédio Coletivo. Somos ativistas, produtores culturais, comunicadores, artistas. Contribuímos da forma como podemos para a cena cultural do Espírito Santo, desenvolvendo projetos que valorizem a produção artística autônoma e autoral no estado, em especial na região da Grande Vitória. Valorizamos a transparência e a colaboratividade em todas as nossas ações. Com esta plataforma criamos um espaço para publicar textos críticos a respeito de nossas vivências e buscamos elevar nossa capacidade de criar conexões e parcerias. Temos a possibilidade de produzir conteúdo e ampliar a visibilidade das produções de grupos, coletivos e artistas independentes que colaboram com a construção social por meio de suas ações culturais. Utilizaremos este site para difundir nossas vivências e de outros grupos que em suas propostas de atuação cotidiana tenham a colaboratividade como força motriz.

Lembra que falamos da comunicação lá em cima? Pois bem, se quiser saber mais, sair da internet e atuar junto a nós, nossas reuniões acontecem toda segunda feira, às 19h, na Libre - Casa Coletiva.

Assédio Coletivo
Bonde - Núcleo Móvel de Comunicação